Curtiu? Compartilhe!

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O Deus Que Conduz Ao Deserto

" E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o Senhor teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não."
Deuteronômio 8:2

Há momentos que passamos de lutas que nos atingem que não são levantes, não são resultados de pecado, é apenas a mão de Deus te guiando para um novo aprendizado. Se prestar bastante atenção na Palavra de Deus verás que muitas coisas depende de você olhar pra dentro de si mesmo e entender que isso não é resultado de pessoas que estão ao seu redor, é pra moldar você mesmo. Quantas tempestades, por quantos caminhos onde existiram pedras, quantos desertos que te fizeram sentir só, o Senhor mesmo já não guiou você e te ajudou a passar? Ele conduziu a essas situações e o provou tantas vezes, porque sabia que você poderia ser aprovado. Olha bem, não te mandou essa pedra pra que achasse que foi desejo ou ataque inimigo e você não se sentiu só, porque quiseram te abandonar, foi pra provar o seu próprio coração, foi pra sondar dentro de você, então a questão é muito mais interna que externa. ( "...e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não") . 

Muitas das lutas, das dificuldades que enfrentamos é pra moldar a nós mesmos, é pra mostrar pra nós que precisamos depender e aprender totalmente de Deus. E assim entendemos o quanto ou não o honramos e o obedecemos, o quanto nos envolvemos com seu poder, seu amor e sua graça. 
Se você está enfrentando alguma luta hoje, tire a ira do seu coração pra enxergar os milagres na adoração. Tire os seus olhos das cenas de fora que sufocam sua fé e olhe pra dentro de você, e veja como está por dentro. Olhe o que essa provação quer te ensinar, o que esse deserto quer te mostrar afinal no deserto você não vê nada além de si mesmo e um monte de areia, e nada melhor que a areia do deserto pra faze-nos lembrar disso, somos pó da terra, o pó que molhado, por Deus se molda em forma de um vaso.

Deixe em seu coração, aquilo que edifica sua fé. Abandone a ira, deixe o furor. Se renda à Sua graça, se prenda ao Seu amor.

Graça e Paz

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Dou Graças


" Então disse eu: Já pereceu a minha força, como também a minha esperança no Senhor.
Lembra-te da minha aflição e do meu pranto, do absinto e do fel.
Minha alma certamente disto se lembra, e se abate dentro de mim.
Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei.
As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;
Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.
A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele.
Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca.
Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor." Lamentações 3:18-26

" Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará?" Romanos 8:24

" Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar." 2 Coríntios 3:12

Com base no primeiro texto da Palavra de Deus, eu começo minha primeira publicação, com motivos, que passaram e se foram com o tempo, como se levado por um vento. Mas ainda ora ou outra invade minha mente e vejo suas novas sementes plantando fé em meu coração.
Quero hoje compartilhar algo que foi impactante pra minha vida, alguns anos atrás; num momento sem esperança, onde aos olhos humanos não teria possibilidade, mas a salvação aconteceu. Jesus entrou no coração de uma pessoa muito importante pra mim, e marcou não só a dele, mas a minha vida. Quero compartilhar um testemunho, que se possível fosse seria contato com muita alegria por essa pessoa que não está mais entre nós, mas hoje fazendo parte desse testemunho eu o faço. Pra dizer pra você que anda sem esperança, que começou o ano desiludido ou como em lamentações, começou dizendo pra Deus que no fundo sua esperança de que Deus pode fazer alguma coisa sobre essa sua situação, já passou. Não não pode ter passado. Nunca sabemos sobre os mistérios do agir de Deus.
Anos atrás fui fazer minha ultima visita ao meu avô no leito do hospital, na Santa Casa de Louveira, ele estava fraco, por momentos parava de respirar, não ouvia mais, não via mais, não falava mais, era só aguardar ali, seu último suspiro, mas lembro como se fosse hoje de uma promessa feita por Deus de que aqueles familiares por quem eu orava, não morreriam sem salvação, era plano de Deus salvá-los. Era um propósito de Deus cumprir e glorificar o nome do Senhor Jesus Cristo e me dar essa alegria. Mas como encontrar esperanças em um ser que os médicos diziam que não era pra termos a ilusão que ele nos ouviria, pois seus órgãos já estavam paralisando outros já estavam paralisados?
Pois bem, quando somos movidos pelá fé, quando nossa esperança é depositada no Senhor, e cremos nisso mesmo que não o vemos, porque não crer que meu avô se entregaria a Cristo nessas mesmas condições? Eu cri no milagre, eu cri que naquele momento mesmo que por uma fração de segundo Deus tornaria a mente do meu avô sã, e seus ouvidos, e pela fé eu agi. Abaixei até ele, falei do amor de Deus e da importância do seu nome estar escrito no livro da Vida, falei da salvação e de Jesus, então também pela fé, mesmo que outros acompanhantes até saíram no corredor dos quartos para observar o que eu estava fazendo ali, talvez querendo pedir pra que eu orasse pelos seus, ou estranhando achando que eu era louca? Não sei, mas eu movida pela fé, orei a Deus, crendo que Ele o Senhor Jesus era o único que poderia agir naquele momento. E então pra minha surpresa, meu vô ali agonizando em seus últimos suspiros ergueu uma das suas mãos, pensem ele não tinha mais reação nenhuma, e ergueu uma de suas mãos, levou até a minha que estava sobre seu coração e a segurou com sua mão fraquinha, e ali eu entreguei minha confiança e minha gratidão por completa ao Senhor. Ele me fez ver um milagre, ele fez mesmo que minhas esperanças quase desfalecidas, se entregaram. E se eu tivesse dado ouvidos ao médico?
E se eu não tivesse orado e tivesse ficado ali parada só olhando? Horas depois, meu avô veio a óbito e eu digo que mesmo na morte, eu vi a cura dele. Aquela pneumonia podia ter matado seu corpo físico, mas não sua alma, sua alma recebera a cura da vida eterna e essa foi uma das maiores alegrias que senti na morte de alguém, uma experiência única que só vive quem coloca sua esperança no Senhor, esse NUNCA fica confundido.
Mesmo que suas lutas sejam parecidas com esse momento do meu avô, mesmo que essa pessoa que você ama se encontra na situação como do meu avô, tenha esperança, fale do amor de Cristo pra ele, ore por ele, ou peça que alguém ore, e fale da salvação que só em Cristo podemos encontrar, é mais importante a cura da alma que do físico. Mesmo que sua luta seja em outra área, não desista de crer. Eu vivi esse milagre, e meu coração se enche de gratidão, muita gratidão, quando lembro desse feito de salvação do Senhor, os anos passaram mas ainda hoje, essa lembrança semeia fé em meu coração, de que quando esperamos e cremos no Senhor, tudo vale a pena, Ele é o Deus que traz à existência aquilo que não existe. Ele trouxe a audição e a memória do meu avô quando ele não as tinha, e me deu prova disso, quando eu orei e disse: Senhor confirma pra mim que ele ouviu? E no mesmo instante sua mão segurou a minha.
Ouça esse louvor Dê Graças e deixe Deus falar ao seu coração todas as coisas pelas quais você pode se alegrar.

Graça e Paz.